[INSIGHT] ‘MINHA VIDA EM MARTE’

review

O Filme “Minha Vida em Marte” está em cartaz e a dupla de amigos Fernanda e Aníbal mostram como o bom humor e a amizade podem ser o grande diferencial ao passarmos por momentos de transição em nossas vidas.

Fernanda vive uma comédia romântica ao avesso, na sequência do longa “Os Homens são de Marte e É Pra Lá que Eu Vou”. Em “Minha Vida em Marte”, o seu par ideal, com quem ela vai buscar construir uma nova história e rotina, é ela mesma. O filme mostra as fases e loucuras que precisamos passar para poder enxergar uma nova forma de viver quando as coisas fogem as nossas expectativas.

Depois de ver que seu casamento enfrentava uma crise irreversível, Fernanda encara o  divórcio e tenta se redescobrir. A personagem embarca em situações um pouco loucas e muito bem-humoradas, em meio as dificuldades para superar essa fase.

Aníbal, seu melhor amigo e sócio, além o ser o apoio emocional, também é a bússola que coloca a personagem de Martelli o tempo todo no caminho do alto astral e a ajuda nesse recomeço que ela tanto precisa. Mas ao longo desse percurso, entre tentativas, erros e acertos, a narrativa tende a mostrar que um bom amigo ao nosso lado faz toda a diferença.

De um lado a sonhadora Fernanda, com suas mil e uma paranóias e ideias que são contrabalanceadas pelo humor realista e escrachado de Aníbal. A partir dessa química entre os dois, podemos ver a evolução da narrativa e de Fernanda, que começa a amadurecer e a lidar de forma mais saudável a ideia de que agora ela é uma mulher divorciada, porém de bem com a vida, com os outros e com ela mesma.

E você? Já assistiu? Mais de 3 milhões de pessoas já foram para o cinema! Corre lá!

3